Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

Os alimentos ideais para diabéticos

Os alimentos ideais para diabéticos

Segundo o Ministério da Saúde, o número de brasileiros diabéticos tem crescido de forma contínua e significativa nos últimos anos. Hoje, já são mais de 15 milhões de diabéticos adultos, fazendo do país o 5º em número de incidência da doença ao redor do mundo.

Portadores desta doença crônica precisam de tratamento constante, não apenas baseado em medicação, mas também em mudanças e restrições nos hábitos de vida. Caso a alimentação não seja balanceada e supervisionada por um especialista, podem ocorrer picos de açúcar no sangue (hiperglicemia), ocasionando complicações à saúde.

No entanto, a ideia de que diabéticos não podem manter uma alimentação prazerosa, vivendo apenas de restrições, já está ultrapassada. Diabéticos podem manter uma alimentação saudável ao mesmo tempo em que comem alimentos diversificados, prazerosos e, inclusive, doces.

Com o uso dos medicamentos adequados, uma rotina de exercícios físicos e uma dieta equilibrada, é sim possível manter uma qualidade alta de vida. Separamos para você uma lista dos alimentos permitidos para diabéticos, aqueles que devem ser evitados e também uma dica de cardápio especial.

Continue com a gente e confira!

O que é a diabetes?

A diabetes é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Ela é caracterizada pela falta da produção natural de insulina pelo pâncreas ou, ainda que continue produzindo esse hormônio, o organismo não é capaz de absorvê-lo e empregá-lo adequadamente.

A insulina controla a quantidade de glicose no sangue, transformando-a em energia. Quando esse hormônio não é produzido, os níveis de açúcar no sangue ficam altíssimos e a energia do corpo fica baixa, causando danos nos demais órgãos, vasos e nervos.

Dito isso, entende-se que os diabéticos devem evitar alimentos com altas quantidades de açúcar e gordura na alimentação.

Alimentos permitidos para diabéticos

Alimentos que sejam ricos em fibras, proteínas e gorduras boas são permitidos sem qualquer restrição. Para alimentos como verduras e legumes, a regra é clara: quanto mais, melhor! Um prato colorido por vegetais é sinal de riqueza em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Os grãos integrais, como farinha de trigo, arroz, aveia, pipoca e macarrão integrais, colaboram no controle da taxa de glicemia.

Leguminosas, como feijão, lentilha, o grão-de-bico e a soja, são ótimas fontes de fibra, além de controlarem as oscilações nos níveis de glicose no sangue.

Não há nenhuma restrição quanto às frutas; todas podem ser consumidas. A restrição está na quantidade. O recomendado é consumir apenas uma unidade.

As gorduras boas podem ser representadas pelo óleo de coco, o azeite e o abacate. Com relação às carnes, evitar apenas as processadas, como presunto, salsicha, linguiça, entre outras.

Outro grupo que não possui restrição é o grupo das oleaginosas (castanhas, amendoim, avelãs, etc). O leite e seus derivados podem ser consumidos sem a adição de açúcar.

Alimentos ideais para adicionar ao cardápio

Para além de todos os alimentos que podem ser consumidos sem culpa no cartório, existem alguns que são considerados os ideais para, além de se manter saudável, auxiliar, e muito, no controle da doença. São eles:

  • Canela: ajuda no controle glicêmico, ou seja, impede a liberação de grandes quantidades de açúcar no sangue.
  • Maçã: se tem uma fruta que ajuda a baixar a glicose, é a maçã. A pectina, presente na fruta, modifica a carga glicêmica da refeição. E o melhor é que a maçã pode ser incluída em diversos pratos, visto que combina com várias refeições.
  • Brócolis: esse vegetal possui um composto (glucorafanina) capaz de reduzir a produção de glicose pelo fígado. Um efeito muito semelhante a medicamentos usados no tratamento da diabetes.
  • Aveia: auxilia no controle glicêmico e colabora com a melhora na sensibilidade à insulina.
  • Castanha de caju: além de serem deliciosas, essas oleaginosas possuem gorduras boas, ácidos graxos e controlam os níveis de açúcar no sangue.

Alimentos que diabéticos devem evitar

É preciso entender que são poucos os alimentos que de fato são proibidos para diabéticos. No geral, você pode consumir alimentos variados, mas com moderação, e isso não é muito diferente da recomendação para a população não diabética.

Alimentos que contenham açúcar precisam ser reduzidos; a OMS recomenda que a ingestão diária não ultrapasse 5% das calorias totais. Frutas secas também devem ser evitadas. Apesar de serem ricas em fibras, elas possuem uma alta concentração de frutose.

O álcool deve ser limitado a uma dose diária. Exagerar no álcool significa ocupar o fígado com o tratamento da substância e desligar a produção de glicose.

Mas sim, existem alimentos que são basicamente puro açúcar e você deve retirar completamente da sua dieta. São eles:

  • Bebidas açucaradas: refrigerantes, sucos industrializados, achocolatados e até mesmo o café com a adição de açúcar, são proibidos.
  • Mel; assim como geleias de frutas, produtos de confeitaria e marmelada.
  • Doces industrializados: chocolates, balas e guloseimas.
  • Ultraprocessados: salgadinhos, bolachas e biscoitos recheados, entre outros.

Exemplo de cardápio especial para diabéticos

Pesquisando em materiais produzidos e disponibilizados pela SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes), foram separadas 4 refeições para um dia.

Pela manhã, você pode tomar uma xícara de café com leite sem açúcar, comer uma banana frita com ovo mexido e uma fatia de queijo.

Durante um lanche pela manhã, antes do almoço, você pode preparar um copo de suco verde. No almoço, prepare um prato de peixe ao forno com azeite, batata e legumes.

Para fazer um lanche completo durante a tarde, é sugerido um copo de vitamina de abacate, um iogurte natural e uma fatia de pão integral com queijo.

É claro que estas são apenas sugestões, o mais indicado é você criar uma rotina alimentar junto ao seu nutricionista. Além de decidir o que é melhor para a sua saúde, você também poderá deixar claro os seus desejos, assim criando uma dieta que converse com essas duas necessidades igualmente.

Se quiser saber mais sobre como manter uma alimentação balanceada, clique aqui e confira nosso artigo especial sobre o assunto

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário, curta e compartilhe; seu feedback é muito importante para nós. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br