Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

Tudo sobre doação de sangue: perguntas e respostas

Tudo sobre doação de sangue: perguntas e respostas

Já pensou em fazer parte de uma corrente de generosidade e amor ao próximo? A doação de sangue é uma iniciativa solidária que pode salvar muitas vidas, mas que infelizmente não recebe a devida atenção.

Segundo o Ministério da Saúde, apenas 1,8% da população brasileira é doadora de sangue. Durante o inverno, e agora também por conta da pandemia do novo coronavírus, esse número tende a diminuir.

Esses dados são preocupantes porque, de acordo com a OMS, o ideal, para que não falte estoque, é que 3% da população seja doadora. Uma pessoa pode precisar de uma doação por conta de um acidente ou de uma doença crônica, e quando não recebe pode ser levada ao óbito.

Por isso, se você ainda não é um doador por falta de informação, esse artigo é para você. Vamos falar tudo sobre doação de sangue respondendo as principais dúvidas.

Quais são os requisitos para doar sangue? Quais são as restrições para doar sangue? Quantas vezes pode doar? Como é o questionário para doar sangue? As respostas para essas e outras perguntas você encontra aqui!

1. Quais os requisitos para doar sangue?

Para se tornar um doador você, obrigatoriamente, precisa ter entre 18 e 69 anos e pesar mais de 50 quilos. Jovens de a partir dos 16 anos podem doar com o consentimento formal e o acompanhamento de um responsável legal.

Dados estes requisitos, antes de fazer a doação o doador passa por uma triagem com a ajuda de um questionário que será descrito mais adiante no artigo.

Depois de doar, o sangue também passa por exames para verificar se o mesmo está saudável o suficiente para fazer a transfusão.

2. Quais as restrições para doar sangue?

Como citado no tópico anterior, existe um questionário prévio e um exame de sangue posterior que poderão desconsiderar o indivíduo como doador.

De acordo com o Ministério da Saúde, existem alguns comportamentos considerados de “risco”, deixando o indivíduo mais exposto a infecções e doenças, e impedindo que ele seja um doador.

Comportamentos como: uso de drogas ilícitas, prostituição, ter sido vítima de estupro, ter relações sexuais com parceiros múltiplos sem o uso de um preservativo, ter feito tatuagens e piercings recentemente, ter relações sexuais com um parceiro que apresente uma das características anteriores.

Como você já deve imaginar, essa determinação é considerada polêmica e é alvo de muitas discussões. Mas lembramos que todo sangue é testado antes de ser usado durante uma transfusão e, portanto, mesmo que o indivíduo não faça parte do grupo citado acima, ele pode ter o sangue descartado.

Outra restrição é com relação às cirurgias recentes. Caso tenha passado por uma operação considerada simples (apendicite, retirada de varizes, etc), você deve esperar 3 meses para doar. Em caso de procedimento mais complexo, o ideal é esperar 1 ano.

3. Como é feita a doação de sangue?

O processo é feito em uma sala reservada para o procedimento. O doador pode se sentar em uma cadeira reclinável ou ficar deitado em uma maca, como achar melhor.

O profissional da saúde irá examinar ambos os braços e determinar qual a melhor veia para fazer a coleta. Em seguida é inserida uma agulha que é temporariamente fixada com uma cobertura estéril.

O sangue flui através da agulha até a bolsa de coleta. São retirados 450 mililitros de sangue, o que representa apenas 10% do total do organismo. Com esta quantidade é possível salvar até 4 vidas.

O processo tende a ser completamente indolor.

4. Meu corpo sofre prejuízo sem o sangue doado?

Não existe qualquer prejuízo ao corpo. Como já mencionamos no tópico anterior, a doação equivale apenas a 10% de todo o sangue do organismo. Ou seja, nenhuma função fica comprometida. Em cerca de 24 horas o organismo já terá, naturalmente, reposto essa quantidade.

Existem alguns mitos sobre isso e está na hora de compartilhar informações verdadeiras. A doação de sangue não está relacionada ao surgimento de doenças como anemia, ela não emagrece e também não muda a espessura ou a viscosidade do sangue.

Todo e qualquer risco de infecção é evitado com o uso de materiais descartáveis.

5. Quais cuidados são necessários depois de doar sangue?

Em princípio o único cuidado é evitar esforços físicos e beber bastante água. Logo após a doação o doador fica em observação por alguns minutos enquanto se alimenta e se hidrata.

O lanche é oferecido pelo próprio local e, logo após o consumo, o doador é liberado.

6. Quanto tempo leva uma doação de sangue?

O processo de doação em si é muito rápido, leva de 8 a 12 minutos. Com as etapas prévias e após a doação, o indivíduo permanece por cerca de uma hora no local.

São 5 etapas ao todo: cadastro do doador, triagem clínica, questionário, doação de fato e lanche pós-doação.

7. Com que frequência pode doar?

Para pessoas do sexo masculino o intervalo mínimo entre as doações deve ser de 60 dias, possibilitando a doação até 4 vezes ao ano.

Já para pessoas do sexo feminino o intervalo é maior; o mínimo de espera entre doações é de 90 dias, possibilitando a doação até 3 vezes ao ano.

Para aqueles acima de 60 anos a espera é de 6 meses.

8. Quero doar, como devo começar?

Se você corresponde aos requisitos para doar sangue e quiser se tornar um doador, o processo é muito simples. Basta procurar os principais hospitais ou um hemocentro da sua cidade.

No local você deve apresentar um documento de identificação original com foto para fazer o seu cadastro.

Logo após, você passará pela triagem clínica, que inclui teste de anemia, verificação da pressão arterial, batimentos cardíacos, peso e temperatura. Depois irá responder um questionário comportamental. A partir das suas respostas e da análise do profissional que lhe acompanhará no processo, você pode ou não ser considerado apto para doação.

Enquanto estiver doando, você ficará em uma sala, sentado e apertando uma bola de borracha para acelerar a coleta.

No final da doação, você irá receber um lanche e uma bebida para repor suas energias.

9. É seguro doar sangue durante a pandemia de coronavírus?

Muitas pessoas deixaram de doar por conta da pandemia do novo coronavírus e os bancos de sangue já alertaram para o perigo de escassez. Mas é preciso que fique claro que não há nenhum perigo durante a doação; nem em situações normais, nem durante a pandemia.

É claro que durante o período de contenção do Covid-19 algumas orientações precisam ser seguidas à risca. Para evitar aglomerações, os hemocentros estão fazendo as coletas com horário marcado.

Todos os materiais utilizados durante a doação são descartáveis e de uso único sempre, independente da pandemia. Mas pede-se a todos que lavem bem as mãos antes e depois da doação, utilizem corretamente e não tirem a máscara quando sair de casa, e lembrem-se das práticas de etiqueta: sempre colocar o braço à frente do nariz e da boca ao tossir e espirrar.

10. Como é o questionário para doar sangue?

O questionário para doar sangue é feito de forma individual e reservada para a privacidade do indivíduo. Neste questionário estarão perguntas relacionadas ao comportamento do doador.

São perguntas pessoais que abrangem a vida social, sexual e médica do indivíduo que deve preencher os quadros com “sim” ou “não”. É preciso que todas as perguntas sejam respondidas honestamente para evitar comprometer a saúde do receptor do sangue.

Ser um doador é uma decisão completamente voluntária. Existem diversos projetos, como a Ferramenta de Doação de Sangue do Facebook, que facilitam o processo e divulgam essa causa tão necessária.

Nunca se sabe quando iremos precisar de uma doação, portanto está na hora de normalizar essa ação e criar uma corrente do bem. Contribua você também!

Aproveite para conferir nosso artigo sobre doação de órgãos.

Esse conteúdo foi interessante para você? Escreva nos comentários o que achou do nosso conteúdo. Assine nossa newsletter e fique por dentro de todos os conteúdos que publicamos!

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br