Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

Alergia à picada de mosquito? Saiba o que fazer

Alergia à picada de mosquito? Saiba o que fazer

Todos nós conhecemos as picadas de mosquitos. Pelo fato do Brasil ser um país tropical, diversos insetos fazem parte do nosso cotidiano. Em geral, a picada de qualquer inseto, em qualquer pessoa, provoca uma reação no local e, se você não for alérgico, essa reação tende a sumir rapidamente.

No entanto, em alguns casos, picadas de insetos podem provocar reações dolorosas, como coceira extrema e inchaço na região. Mas esses sintomas, na maior parte dos casos, podem ser atenuados com a ajuda de remédios farmacêuticos e naturais, à base de alfazema, hamamélis ou aveia, por exemplo.

Em casos de reações alérgicas mais graves, como a extensão do período de manifestação dos sintomas ou um choque anafilático, deve-se procurar a ajuda de um médico.

Quer saber reconhecer a alergia e saber como agir em casos graves? Continue lendo!

Sintomas de alergia à picadas de insetos

Se você não for alérgico, é comum ter um pouco de coceira no local afetado e perceber uma pequena bola na região.

Pessoas mais sensíveis, no entanto, costumam apresentar outros sintomas como: inchaço em todo o membro afetado, vermelhidão prolongada, dor e coceira intensa no local, criação de feridas ao coçar e saída de um líquido fluido e transparente do local da picada.

Lembrando que é considerado alergia à picada de inseto quando os sintomas aparecem após a picada de insetos como mosquito, formiga e pulga, por exemplo.

Insetos peçonhentos – como aranhas, abelhas, vespas, marimbondos, lacraias, escorpiões e outros – causam estas reações mais graves em toda e qualquer pessoa.

Veja também os sintomas da Dengue, Zika e Chikungunya!

Quando você deve ir ao hospital

Em geral, casos mais graves, como choques anafiláticos, estão relacionados à picadas de insetos peçonhentos, como citamos no item anterior. Mas, é possível que mosquitos, pulgas e formigas também causem reações alérgicas mais graves.

Neste caso, podem surgir sintomas como: queda rápida da pressão arterial, sensação de desmaio, tonturas e confusão, inchaço do rosto, boca e vias aéreas, e dificuldade para respirar.

Estas são reações graves que precisam de atendimento médico imediato (vá até um hospital ou ligue para o 192). Caso contrário, o indivíduo pode vir a óbito por asfixia.

Se você tiver consciência da existência da alergia, o ideal é sempre levar consigo uma caneta de epinefrina, prescrita pelo médico após a avaliação da situação.

Pomadas para alergia e outras soluções

Nos casos menos graves de alergia, o tratamento pode ser feito em casa, com a ajuda de uma pomada específica para a situação ou outras soluções mais naturais, como passar gelo no local.

As pomadas de farmácias você pode adquirir sem receita médica e costumam ser recomendadas de 2 a 3 vezes por dia, por 5 dias. Pomadas como Polaramine, Andantol, Polaryn ou Minâncora, já são bem conhecidas da população em geral.

Mas se você estiver procurando por soluções naturais, além do gelo, você pode tentar utilizar compressas de alfazema ou fazer uma loção com hamamélis, alfazema e hortelã-pimenta.

Se interessa por medicina alternativa? Então confira 4 chás para desintoxicar e limpar o organismo!

Até a próxima!

Gostou deste conteúdo? Então não deixe de conferir outros conteúdos disponíveis aqui no nosso blog e assinar a nossa newsletter. Antes de ir, nos mande um feedback nos comentários.

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br