Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

Benefícios e malefícios do pão

Benefícios e malefícios do pão

Sendo um dos alimentos mais tradicionais da culinária mundial e preferido dos cafés das manhãs dos brasileiros, o pão causa muita controvérsia entre nutricionistas, endocrinologistas e especialistas fitness. O pão tem sido acusado de ser um dos inimigos da dieta e um dos principais causadores da obesidade.

Mas não é à toa que o pão é um dos itens indispensáveis na mesa de tantas pessoas; ele é super versátil, assumindo diversos formatos, receitas, sabores e ingredientes. Portanto, esse artigo não pretende vilanizar o pão nosso de cada dia, mas sim procurar esclarecer as principais dúvidas com relação ao consumo deste alimento, assim como já fizemos com o café.

Com tanta especulação sobre os benefícios e malefícios do pão, o que é mito e o que é verdade? Existe um tipo de pão considerado mais saudável? O pão caseiro com farinha integral, pode ser uma alternativa?

Continue lendo e descubra.

Benefícios do pão

Que tal começarmos este artigo com as características positivas desse alimento tão querido? Aqui vão alguns motivos para você não excluir o pão da sua dieta do dia a dia:

O pão é um alimento rico em carboidratos, portanto significa que é uma ótima fonte de energia para realizar as suas tarefas diárias. Isso porque o carboidrato também contribui para a formação da serotonina - neurotransmissor responsável pela sensação de bom humor e bem-estar.

Ou seja, ele também é ótimo para os lanches de pré e pós atividade física conferindo disposição e favorecendo a recuperação muscular.

O pão não é rico somente em carboidratos, ele também é rico em vitaminas do complexo B e, no caso dos pães integrais, também fornece fibras e minerais.

É claro que tudo é uma questão de equilíbrio. Mais adiante iremos falar sobre dicas para um consumo saudável.

Malefícios do pão

Uma de suas maiores qualidades pode ser considerada também um dos principais malefícios do pão. O fato de ser rico em carboidrato é o que faz com que ele seja tão criticado por nutricionistas e endocrinologistas. Como já se sabe, o carboidrato é um dos principais responsáveis pelo ganho de peso que pode evoluir para quadros preocupantes de obesidade.

Além disso, a farinha processada, presente na maioria dos pães, possui ação semelhante ao açúcar e pode desenvolver no indivíduo uma resistência à insulina, levando à diabetes.

Se falamos especificamente sobre os pães tradicionais, também conhecidos como pão branco, estamos falando sobre uma bomba calórica, pois contém apenas a farinha refinada, pobre em fibras e nutrientes.

Se você for alérgico a glúten, é melhor retirar o pão da sua dieta. Cada vez mais pessoas demonstram ser hipersensíveis ao glúten presente no pão, apresentando sintomas como constipação intestinal, rinite, asma, dermatite, entre outros.

Como consumir o pão de forma saudável?

Destacamos que tudo é uma questão de moderação. A máxima do “tudo que é consumido em exagero faz mal” deve ser levada ao pé da letra.

Então para começar um consumo saudável, tome cuidados com a quantidade que está ingerindo. Se for um pão integral, você pode consumir 2 fatias diariamente. Já o pão tradicional não é recomendado para o consumo diário; você pode trocar por tapioca, por exemplo.

A seguir, veja outras dicas:

Dê preferência ao pão caseiro com farinha integral

Tudo que é caseiro é mais saudável. Isso porque quando preparamos nosso próprio alimento, estamos ciente de quais ingredientes estão sendo utilizados e a quantidade deles. Pães industrializados, por exemplo, normalmente levam conservantes na receita, o que deve ser evitado.

Além disso, você poderá regular a quantidade de açúcar e de sal. E o mais importante, a farinha integral lhe trará todos os nutrientes que você não encontra no pão branco.

Aliás, sempre priorize os pães integrais, feitos em casa ou não.

Cuidado com os recheios e acompanhamentos

Nós temos mais facilidades para admitir nossos exageros quando se trata dos acompanhamentos do prato principal. Então tome cuidado para não tornar o seu pão uma bomba calórica.

Fuja das manteigas, dos chouriços e outras carnes ultraprocessadas, como o presunto. Prefira queijos magros, geleias sem adição de açúcar e ovos mexidos, por exemplo.

Pão integral para diabéticos

Os diabéticos devem cortar o pão tradicional totalmente da dieta. O ideal é só consumir pão integral e em poucas quantidades. Sim, nem mesmo o pão integral (industrializado) pode ser consumido sem moderação.

Você pode buscar receitas na internet para fazer um pão caseiro com farinha integral que não tenha adição de açúcar. Desta forma é mais seguro, como já mencionado, e ajuda a controlar o índice glicêmico.

O pão integral para diabéticos deve sofrer algumas mudanças nos ingredientes, então busque adicionar à receita alimentos que sejam ricos em fibras, proteínas e gorduras saudáveis, como a farinha de linhaça, as sementes de chia e flocos de aveia.

Quer conhecer outros alimentos ideais para diabéticos? Acesse o nosso artigo especial sobre o assunto por aqui.

Perceba que existem muitos e até mais benefícios do que malefícios do pão. Mesmo quando ele pode se tornar um problema existem formas de adequação que podem evitar a necessidade de cortar o consumo por completo.

Por isso, a menos que um médico especialista lhe aconselhe a retirar o pão da sua dieta, basta não exagerar no consumo. Lembramos ainda que este artigo possui caráter meramente informativo, ele não substitui o acompanhamento profissional.

Você gosta deste tipo de conteúdo? Aqui no blog da Pax Nacional você encontra artigos informativos sobre alimentação, prevenção, hábitos saudáveis e muito mais. Não deixe de conferir!

Esse conteúdo foi interessante para você? Escreva nos comentários o que achou do nosso conteúdo. Assine nossa newsletter e fique por dentro de todos os conteúdos que publicamos!

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br